sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Ruivando


Cor atual: Base Keune 9.43 + Ox de 30 volumes apenas na raiz. Como ele não desbota mais, a manutenção só  de raiz agride bem menos. Por cima: tonalizante Celso Kamura uma vez a cada 20 dias mais ou menos, cor Conhaque.

    Olá pessoal! Há muito tempo mesmo eu estava para elaborar esta postagem e publicá-la, mas entre trabalho e outras atividades que me ocupam bastante, não conseguia. No entanto, nunca esquecia de que um dia faria, por isso fui coletando ao longo de mais de um ano, informações e imagens que julguei muito úteis para quem quer “tornar-se ruiva”. Mas a postagem vale também para quem já pinta de ruivo e tem alguma dúvida, ou quer mudar por exemplo sua cor, torná-la mais clara ou mais escura.
   A cor aqui em foco é o ruivo “laranja” (acobreado ou cobre), que aparenta mais naturalidade. Ao longo dos anos (9 de ruivice), foram muitas perguntas para mim, abordagens na rua (incontáveis), nas lojas de cosméticos, no salão de cabelereiro, no banco, no mercado etc., sempre questionando as mesmas coisas: se é natural, que tinta eu uso, como fazer, se pintar ficaria da mesma cor do meu com cabelo de outra cor, e por aí seguem-se.
    As pessoas pensam que sou ruiva natural, devido ao fato de que sou branquinha.  Então: sou morena, descendente de árabes, mas sou fã de protetor solar e odeio sol. Me bronzeio super fácil, mas pelo fato de odiar sol, acabo dando essa sensação às pessoas de ser natural a ruivice.
                                     
          
                                   Tinta: Yamá 7.40 + OX de 20 volumes

    Sempre fui aficionada por esta cor, e depois que descobri, não parei mais. Não sou da geração “Simone Simons” (mas respeito). Sou um pouco mais velha, e minhas influências sempre foram undergrounds. Mas quando eu queria um ruivo laranja, não desejava aquele laranja Color Fantasy.  Aí fui experimentando e descobrindo. Hoje há muito mais tintas e disponíveis no mercado. Digamos que ficou um pouquinho mais fácil. E de tanto as pessoas perguntarem, pensei: “mais cedo ou mais tarde, vou ter de fazer uma postagem sobre o assunto, para ajudar quem está na peregrinação”.

                                                 
O que eu fiz para essa cor: cabelo base ruivo de 9.43 da Keune + Mix Tec Italy  no creme condicionador, pintado por cima (em outro momento distinto e após a coloração). Quando você faz essa mistura, o cabelo fica tonalizado, mas resseca e sai em duas lavagens.

                                
       Ruivo “totalmente natural” e não tão puxado para laranja: Keune 9.43 + Ox de 30 volumes, com manutenção apenas de raiz.
   
   Separei aqui esclarecimentos às perguntas mais frequentes:

TINTURAS

1 - VOCÊ É MORENA? = Tempo & paciência. Não vá descolorir seu cabelo todo de uma vez!! Esse é meu PRINCIPAL conselho. Ainda mais se seu cabelo for seco! Dica: se você tiver meses de paciência, e quiser ser ruiva por um LONGO PRAZO, vá puxando mechas. No meu caso, uma vez a cada seis meses, puxo luzes em touca (sim, aquela que puxa mecha por mecha, com “agulha” = método mais antigo, porém mais eficiente). Com cabelo compridaço, está ficando cada vez mais sofrido).

2 - CABELO PRETO, CASTANHO ESCURO & DESCOLORAÇÃO = Tempo & paciência. Você pode até ficar ruiva “de primeira”, mas cabelo descolorido e pintado, nas primeiras colorações (tinturas), desbota e a tinta se vai em duas ou três lavagens. Muitas meninas usam tonalizante entre uma tintura e outra, para reforçar a cor e resolver isso. O tonalizante não é tintura permanente. Ele dá uma forcinha, mas não tem fixador. É uma ótima opção porque agride menos os cabelos.

3 - MORENA, CABELO ESCURO, PEGA NA PRIMEIRA VEZ A TINTURA? Tintas não clareiam o cabelo escuro, a não ser que faça descoloração. Então se usar a “tinta normal apenas”, com Ox de 20 ou 30 volumes (água oxigenada que vai  misturada)  vai pegar sim, mas vai ficar escuro! Meu conselho: Se quer ficar de primeira, tudo bem, use descolorante, mas trate dos cabelos, faça manutenção & hidratação.




4 - Cabelo assim, custa caro? Não custa caro se você optar por fazer tratamento contínuo em casa. Há tintas mais baratas e boas hoje disponíveis no mercado, shampoos, ampolas reparadoras e máscaras. Mas o que a maioria das meninas não compreende, é que é necessário fazer a manutenção dos cabelos coloridos, pois o desgaste e o prejuízo aos fios é permanente. Então, é importante aparar as pontas, cuidar na lavagem e na hidratação. Ou seja, não basta pintar e pronto! Mas o gasto é mensal, isso com certeza.

5 - Manutenção de raízes apenas, ou pintá-lo todo mês? Meu cabelo é ruivo há tanto tempo, que estou há quase dois anos só fazendo manutenção da raiz. Nos primeiros anos, eu tinha de pintar ele inteiro todos os  meses, porque a tinta não durava muito. Mas isso varia bastante de um cabelo para outro. Há meninas que seu cabelo não desbota tanto não. A tinta holandesa Keune, é uma ótima indicação nesse caso, ela segura bem a cor. No entanto, o que é comum tanto para loiras, cabelos castanho claro ou morenas que pintam de ruivo, é que se você pintá-lo inteiro por meses a fio, ao invés de apenas a raiz, o cabelo vai escurecer.
                            
Tintas e marcas para um ruivo acobreado (laranja):

- Yamá 7.40 (com Ox de 20 para cabelos mais claros ou descoloridos e Ox de 30 para os mais escuros)
- Keune 8.40 e 7.44 (com Ox de 20 para cabelos mais claros ou descoloridos e Ox de 30 para os mais escuros)
- Igora 7.7 (com Ox de 20 para cabelos mais claros ou descoloridos e Ox de 30 para os mais escuros)

      A numeração que termina com 4 tende mais para o laranja. A numeração que termina com 3, tende mais para o dourado.

       Se você não achar na sua cidade, com certeza consegue comprá-las pela internet. 


                                      Tinta: Keune 8.40 + OX de 20 volumes
                
Cor atual: Base Keune 9.43 + Ox de 30 volumes apenas na raiz. Por cima: tonalizante Celso Kamura uma vez a cada 20 dias mais ou menos, cor Conhaque.

Você pode obter mais informações a respeito de tintas na postagem (entrevista) que o Blog Frescurinha vez comigohttp://goo.gl/b1q4JR 


Separei aqui uma entrevista com a Daniela Gruendling, Terapeuta Ocupacional e professora de Yoga.

   A Dani pinta dessa mesma cor há muito tempo também, mas usa outra coloração e tem mais dicas interessantes.


Persephone:  Há quanto tempo é ruiva? 
R: Nem sei... Uns 7 anos eu acho.



Persephone: Alguma inspiração especial? Referências? 
R: Sempre quis o cobre intenso, laranjinha, o ruivo mais claro e mais natural possível, o "ruivo irlandês". Sempre me apaixonava ao ver uma ruiva com esse tom (até hoje na real, babo nos ruivos!), adorava o tom da Molly Ringwald (atriz dos anos 80, do Garota de Rosa Schocking e do Clube dos Cinco).

Persephone: Que colorações que já utilizou? 
R: Usei muuuuitos tons de vermelho, não vou lembrar de todos. Mas quando comecei a tentar o ruivo mesmo, usei vários tons da Alfaparf, acho que comecei com o 7.66, que é um vermelho bem forte. Fiquei um bom tempo usando essa cor. Minha idéia era fazer uma base vermelha bem intensa no cabelo, porque senão, não iria clarear. Meu cabelo é um tom de castanho médio, mas já tinha muita coloração nos fios e eu não queria descolorir. Depois encontrei os tons de cobre da Alfaparf, o 7.34 e 7.43, depois o 8.34 e o 8.43 (8 é a base mais clara), os quais infelizmente saíram de linha. Aí tive que procurar outras alternativas. Hoje uso da Itely Colorly, mas estou louca pra experimentar da Igora, o 7.77.

Persephone: Que coloração você usa atualmente?
R:  Hoje uso uma mistura do 8FA e 8T da Itely Colorly. A cor não é tao intensa quanto era da Alfaparf, mas no meu cabelo ficou bem natural. Usei por muito tempo a Ox de 30, mas começou a ficar muito claro (loiro) quando desbotava, então voltei pra ox de 20. Também tive a impressão que a 30 estragava mais o cabelo. O lance é, se você não for fazer no salão, ter paciência e ir buscando o tom que melhor se adequa ao teu cabelo. Sei de gente que usa a base 7 e fica tão claro quanto o meu.   




Persephone: Utiliza algum tonalizante ou tem algum truque para manter a cor por mais tempo? 
R: Uso às vezes um condicionador cobre revitalizador da cor, da Itely Colorly, mas ele é beeem forte (pinta tanto quanto tinta!), puxa mais pro vermelho do que pro ruivo. Então misturo um pouco dele com bastante condicionador normal e aplico no cabelo por uns 3 min. Demorei pra achar as quantidades certas pro meu cabelo, mas hoje gosto bastante do resultado e uso uma ou duas vezes por semana quando começa a desbotar.

Persephone: Quais são seus cuidados com o cabelo? Algum especial? 
R: Todas às vezes que lavo o cabelo preciso passar daquelas ampolas de 1min (algumas são de 3 minutos) da Dove, Elseve, Pantene ou Tre Semme. Todas são boas e hidratam legal. Se eu não uso isso, o cabelo fica super seco e difícil de pentear. São os problemas de se pintar tanto o cabelo...



Um comentário:

  1. meu marido usa o 8.77 da Igora, fica bem natural pra quem tem um tom louro mel e não ta afim de descolorir antes de pintar, sempre perguntam se ele é irlandês.

    ResponderExcluir